Redação

Pânico na Band pretende esticar o quadro ”O Drama de Lapela” o máximo que puder

Pânico na Band pretende esticar o quadro ”O Drama de Lapela” o máximo que puder
Por Andreh Ponttez Gomez

O Pânico na Band pretende esticar o quadro O Drama de Lapela, o máximo que conseguir. O quadro vem sendo exibido na atração há cerca de uma mês, é uma espécie de reality show, em que mostra a rotina do cabo man, apelidado de Lapela e mostra a rotina de Kléber Bambam e Léo Stronda, que futuramente vão se enfrentar, com objetivo de saber quem dos dois conseguem dar o soco mais forte na cabeça do outro.
Tudo começou quando o programa exibia o quadro Bate ou Regaça, um jogo de perguntas e respostas o competidor que errasse a resposta levaria um soco na cabeça, Lapela estava participando do quadro, levou um soco na cabeça de Léo Stronda, não aguentou o soco e desmaiou, foi socorrido por uma ambulância e foi parar no hospital. A direção do programa havia cancelado o quadro, porém vendo o sucesso e repercussão do fato ocorrido, resolver dar continuidade. Convidou Lapela para voltar para o quadro, mas ele disse que não voltaria, pois não acha justo levar um soco de Léo Stronda, que é considerado uma pessoa forte,  o correto segundo ele, seria competir com uma pessoa que tem o  mesmo porte físico, daí surgiu o nome de Kléber Bambam.
Atualmente O Drama de Lapela é um dos maiores sucesso do Pânico na Band, no domingo (05), o quadro bateu recorde de audiência, chegando a 11 pontos, deixando o Pânico em primeiro lugar. Devido a todo esse sucesso, a produção pretende esticar O Drama de Lapela, o máximo que puder.
Quer saber tudo sobre televisão e famosos?
Acesse o canal no Youtube:
www.youtube.com/alvoradadobrasil

Instagram:@andrehponttezgomez

Anddreh Ponttez

Anddreh Ponttez é ator, jornalista por vocação, escreve sobre famosos e televisão desde 2011.Escreveu para diversos veículos de comunicação e hoje comanda o site Coluna da TV.Em 2017 estreou como colunista de TV e famosos dos programas A Tarde é Show e do Programa Lucimara Parisi, na Rede Brasil.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: