“A homofobia e a transfobia continuam do mesmo jeito”, desabafa drag queen Salete Campari sobre preconceito na atualidade

0
553
salete campari
Fotos: Andrea Dallevo/RedeTV!
No ‘Ritmo Brasil’ deste sábado (3) Faa Morena apresenta um especial em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no próximo dia 8.Com a participação de Maria Alcina, Salete Campari, Adrhyana Rhibeiro e Silvetty Montilla, a edição é marcada por um debate a respeito de temas que envolvem a data, além de música e bom humor.
Durante papo sobre empoderamento feminino, a drag queen Salete Campari fala do preconceito e demonstra não enxergar grandes avanços em relação à falta de empatia do povo brasileiro com a questão. “Eu acho que a homofobia e a transfobia continuam do mesmo jeito. A cada dia uma travesti é assassinada por motivos de ódio e o Brasil é o país que mais mata LGBTs em todos os sentidos. Então a gente precisa, de verdade, começar a abrir as portas para a comunidade poder se empoderar”, desabafa a cantora, clamando por respeito.
Ainda no palco da atração, Salete canta a música ‘Como nossos pais’, vestida de Elis Regina, emocionando todos os convidados.
Apresentado por Faa Morena, o Ritmo Brasil vai ao ar aos sábados, às 19h30, pela RedeTV!. A direção é de Marcos Morales.
Clique e curta a página do Coluna da TV:
Leia também:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.