Destaque

Michael Bublé aposta mais uma vez no romântismo com “Love” seu novo álbum

Esse é o 10º trabalho do cantor que faz
homenagens 
a Frank Sinatra, Billie Holiday
e Elvis Presley

 

Portal – Coluna da TV
Colunista (Música):
*Felipe de Jesus
Fotos: Divulgação Michael Bublé

Se existe uma palavra para definir o trabalho do cantor canadense Michael Bublé ela se chama “amor”. Prova disso é que durante um período da sua carreira ele se afastou dos palcos e estúdios para ajudar no tratamento do câncer de seu pequeno filho, Noah Bublé, que atualmente está bem. Com as energias renovadas, muitas ideias na cabeça e com o coração cheio de emoções, Michael Bublé retornou aos estúdios para lançar o seu mais novo álbum intitulado por “Love (2018)”. Esse é o 10° trabalho de estúdio do cantor e como de costume, traz todo o romântismo do artista. Frank Sinatra, Billie Holiday e Elvis Presley foram os artistas homenageados no novo disco.

Com muita alegria e inspiração, Michael Bublé coproduziu o novo álbum trazendo para os fãs “uma nova roupagem” de clássicos românticos da música americana. A começar pela delicada versão de “When I Fall In Love”, de Frank Sinatra. A música que é um grande sucesso na voz de Frank Sinatra, ficou linda com Michael Bublé. “Quando me apaixono. Será para sempre. Ou eu nunca vou me apaixonar. Em um mundo inquieto. Como este é. O amor termina antes de começar. E muitos beijos ao luar”. Em seguida ele traz “I Only Have Eyes on You” também de Frank Sinatra. Uma letra apaixonante. “Meu amor tem de ser do tipo amor cego. Não consigo ver ninguém além de você. E querida, eu me pergunto se você encontrar o amor. Uma ilusão de óptica, também? As estrelas estão aparecendo hoje à noite? Eu não sei se está nublado ou brilhante”.

Dando sequência ao novo álbum, Michael Bublé surpreende com “Love You Anymore”, canção que foi escrita pelo multifacetado cantor e compositor Charlie Puth, um dos destacáveis nomes da música internacional. “Só porque eu perambulo pelos lugares que costumávamos ir. Esperando que te encontrar uma última vez. Só porque eu nunca tirei sua foto do meu celular. Não significa que você ainda está na minha mente. Só porque eu acidentalmente escorrego e digo seu nome. Bem, eu ouço sua música, isso me deixa inseguro. Só porque eu sei que nunca mais sentirei a mesma coisa. Não significa que ainda te amo”.

Com a canção “La Vie En Rose” ele demonstra ainda mais o seu romântismo com a participação de Cécile McLorin Salvant e segue com as canções, “My Funny Valentiny” e a dançante “Such a Night” de Elvis Presley, que também traz uma bela letra. “Foi uma noite oh oh que noite. Foi realmente uma noite dessas. A lua estava brilhante oh como tão brilhante. Foi realmente uma noite dessas. A noite estava acesa com estrelas acima. Oh oh quando ela me beijou. Eu tive que me apaixonar. Oh foi um beijo oh oh que beijo. Foi realmente foi um beijo”. Dando sequência o disco apresenta, “Forever Now”, “Help Me Make It Through The Night” (com a cantora Loren Allred) e “Unforgettable”.

Já com a dançante canção “When You’re Smiling”, da cantora Billie Holiday, Michael Bublé surpreende. “Quando você sorrir. Quando você está sorrindo. Quando você está sorrindo. Todo o mundo sorri com você. Quando você está rindo. Quando você está rindo. O sol vem brilhando através. Mas quando você está chorando. Você traga a chuva. Então pare seu suspirando ser feliz novamente. Continuar a sorrir. Porque quando você está sorrindo. Todo o mundo sorri com você”. Em “Where Or When”, canção também já gravada por George Michael no álbum “Songs From The Last Century (1999)”, Michael Bublé traz todo o seu lado romântico dando sequência com a canção “When You’re Not Here” e fecha o álbum com a incrível “I Get a Kick Out of You”, também de Frank Sinatra.

Avaliação ))


Entre as faixas que mais gostei de “Love (2018)” indico: “When I Fall In Love”, “I Only Have Eyes on You”, “Love You Anymore”, “Such a Night” e “I Get a Kick Out of You”. Avalio com cinco estrelas (máxima), por que após o lançamento do álbum “Nobody But Me (2016)”, dedicado para seu filho Noah Bublé que enfrentava um câncer, Michael Bublé não deu pistas de que voltaria a gravar tão rapidamente um novo trabalho. No entanto, surpreendendo seus fãs e críticos, ele voltou com “Love (2018)”, um trabalho que mostra que não existe empecilhos para a vida seguir em frente quando o “amor” é o sentimento mais forte. Vale a pena escutar “Love (2018)”, que já está disponível no formato físico, Deezer e Spotify. Até a próxima coluna no portal Coluna da TV.  

Siga o Coluna da TV nas redes sociais:

Facebook:https://www.facebook.com/ColunaDaTV/

Instagram:http://instagram.com/colunadatv

Leia também:

Após 35 anos, Globo decreta o fim do Vídeo Show

 

Anddreh Ponttez

Anddreh Ponttez é ator, jornalista por vocação, escreve sobre famosos e televisão desde 2011.Escreveu para diversos veículos de comunicação e hoje comanda o site Coluna da TV.Em 2017 estreou como colunista de TV e famosos dos programas A Tarde é Show e do Programa Lucimara Parisi, na Rede Brasil.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: