“Cantar e fazer show não é mais essencial para mim”, afirma padre Fábio de Melo

2
300
padre fabio de melo
Foto:Divulgação/RedeTV!
anuncie no coluna da tv
Anuncie no Coluna da TV (11)99381-6658
Em entrevista exclusiva ao apresentador Franklin David, do programa ‘Tricotando’, da RedeTV!, padre Fábio de Melo falou sobre o futuro de sua carreira como cantor, não descartando fazer uma pausa para se dedicar a outras prioridades. “Tenho para mim que há coisas que são essenciais e há outras que não. Por mais que eu goste, cantar e fazer show não é mais essencial para mim. Tenho outras realizações e alegrias muito mais fecundas que a música”, afirma ele, que optou por não renovar contrato com nenhuma gravadora.
Nascido em Formiga (MG), ele relembra um momento marcante de sua infância ao ter que lidar com o problema de alcoolismo do pai. “Houve muita luta, muita dor e dor emocional mesmo, de muito sofrimento. Durante um bom tempo da minha vida como criança perdi a alegria de voltar para casa depois da aula, sobretudo na sexta-feira”, diz ele, detalhando os sentimentos: “Lembro que terminava a aula na hora do almoço e já ia me dando aquele frio na barriga, porque era o dia que ele começava a beber. O fim de semana era sempre muito difícil. (…) Vivi de forma cruel as consequências”, relata.
Considerado um ícone nas redes sociais, padre Fábio de Melo acumula atualmente mais de 14 milhões de seguidores em sua conta no Instagram. Habituado a receber elogios de todos que o acompanham, ele revela que o assédio virtual não acontece no dia a dia e enxerga as situações com leveza. “Pessoalmente não encontro muito isso e encaro com bom humor. O desrespeito ao meu sacerdócio é raro”, explica ele, revelando ainda, aos risos, nunca ter recebido um nude: “Como no Instagram eu não tenho contato com as DMs [direct messages] de quem não sigo, não tem isso. Mas, certamente, se ele fosse aberto para outras pessoas, teria [recebido]”.
A entrevista completa irá ao ar no ‘Tricotando’ de hoje, às 18h00, pela RedeTV!.

2 COMENTÁRIOS

  1. Então!ai seria mais hum padre cantor de calça atoladinha deixando as irmãs e velhinhas assanhadinhas,sinceramente as igrejas católicas precisam rever seus conceitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.