DestaqueRedação

Focaccia: um pão com história.

crédito da imagem: Paolo Ribeiro

Vivemos um momento onde precisamos ficar muito mais tempo em casa, e as pessoas procuram mais coisas para fazer, como ler, estudar, assistir filmes, entre outras coisas.

Com isso muitas pessoas se desenvolveram na cozinha, e dentre tantos estilos de cozinheiros que surgiram nesse período de quarentena, os que mais se destacaram foram os padeiros.

Pães de fermentação natural, baguetes, pizzas caseiras, entre outras massas. Fazer pão em casa se tornou uma terapia, um hobby, e para muitos um negócio. De todos os tipos de pães, um deles se destaca muito, primeiro pela sua história e também pelo fato de que qualquer um pode fazer em casa.

Siiiim, quero falar sobre a famosa Focaccia. A história da Focaccia assim como a da pizza ou do pão não se tem uma data exata, mas já no antigo Egito produziam uma massa achatada, no qual foi se transformando na atual Focaccia que conhecemos.

Na Italia, temos dois estilos tradicionais de focaccia, a Focaccia Genovese e a Focaccia Barese respectivamente das cidades de Genova e Bari. O que diferencia uma da outra é que a Genovese é similiar ao pão e a Barese a Pizza, ou seja, uma é mais grossa que a outra. Na Foccacia Genovese encontramos uma quantidade maior de azeite na hora do preparo e na massa da Focaccia Barese encontramos outro ingrediente muito popular no mundo inteiro, a batata.

Como minha família é da Puglia, vou puxar a sardinha um pouco pro nosso lado e dar para vocês uma receita da minha vó de uma focaccia Barese. Esta receita é muito simples, você pode come-la a qualquer hora do dia, fazer um antepasto com os amigos, e até rechear com algo por dentro ou por cima. Aproveite.

Receita de Focaccia Barese
1. 500g de Farinha de Trigo (ideal para pizza)
2. 300g água
3. 5g de fermento biológico fresco ou 2g de fermento biológico seco
4. 30g de azeite (óleo vegetal)
5. 10g açúcar
6. 15g sal

Modo de preparo:
1. Em uma tigela coloque a agua e dissolva o fermento fresco
2. Adicione o açúcar e o azeite
3. Em seguida adicione a farinha aos poucos
4. Mexa até não ficar nenhum grume, e acrescente sempre a farinha
5. Ao final acrescente o sal
6. A massa ficará um pouco pegajosa mas não tem problema
7. Deixe-a descansar por 30 minutos em cima da bancada coberta com a própria tigela
8. Unte uma tigela e a deixe fermentar por 3 horas coberta com plástico film ou em um recipiente com tampa, para que não entre ar.
9. Após 3 horas a massa vai crescer, transfira até uma assadeira untada com azeite, e deixe-a fermentar por mais 1 hora.
10. Estenda a massa sobre a assadeira
11. Coloque um pouco de azeite, tomate e alecrim se quiser.
12. Buon appetito.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: