Dr. Ronaldo Soares: saiba a diferença entre maxilar e mandíbula

0

Quem nunca sentiu aquelas dores na parte inferior do rosto, não é mesmo? No entanto, por mais que o senso comum leva a crer que o maxilar está sendo afetado, na verdade quem está ali pedindo por ajuda é a mandíbula. Para entender a diferença entre eles, o cirurgião plástico Ronaldo Soares explica suas particularidades e quais são os principais tipos de incômodos naquela região.

Segundo o cirurgião, o maxilar “é a estrutura da região frontal do crânio que suporta os dentes superiores e forma uma parte do palato, da cavidade nasal e da órbita ocular. Além disso, vale lembrar que as duas arcadas são chamadas de maxilares, porém, a maxila é o maxilar superior e a mandíbula é o maxilar inferior.

 

Um detalhe que precisa ser considerado, reforça Dr. Ronaldo Soares, é que a dor nessa articulação é descrita sempre como algo latejante e desconfortável. Ela pode ser súbita ou começar suavemente e se tornar, cada vez mais, intensa. E o que causa a DTM? O bruxismo (ato de apertar ou ranger os dentes quando você está mastigando) é uma das principais causas de dor na ATM. “Se as pessoas estão estressadas ou com depressão, elas podem cerrar os dentes até durante o sono”

Então, quando sentimos dores, esse incômodo está ligado diretamente à mandíbula. “O maxilar não dói. O que doi é a ATM (articulação temporomandibular) por causa da DTM (desordem da articulação temporomandibular)”, diz.

A dor nessa articulação é descrita sempre como algo latejante e desconfortável. Ela

 

pode ser súbita ou começar suavemente e se tornar, cada vez mais, intensa. E o que causa a DTM? O bruxismo (ato de apertar ou ranger os dentes quando você está mastigando) é uma das principais causas de dor na ATM. “Se as pessoas estão estressadas ou com depressão, elas podem cerrar os dentes até durante o sono”, fala Ronaldo Soares, cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Porém, é importante tratar este problema o quanto antes, caso contrário, pode levar a várias outras complicações bucais. “A prática de exercícios ou a confecção de uma plaquinha de mordida feita pelo seu dentista pode ajudá-lo a aliviar essa tensão sobre os dentes”, completa Ronaldo.

A cirurgia de mandíbula só é indicada nos casos avançados e sem resposta de DTM, fraturas, infecções avançadas e alguns tipos de malformações. “A operação coloca os maxilares (maxilar e mandíbula) na sua melhor relação, promovendo melhor oclusão (mordida) e estética facial”, afirma Ronaldo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.