DestaqueNotícias

Uma ousada missão do multiartista J.Peron em o “Lobisomem de Pedra de Fogo” com Deo Garcez e Paulo Pioli

 

rectransfer
Anúncio publicitário.

Uma ousada missão que nasce do desejo de um sonhador em transformar o mundo ao seu redor.

A pergunta que o motivou veio de nada mais nada menos do que o filósofo Prof. Mario Sérgio Cortella:  ― Qual a tua obra?

Após ler o livro citado, J. Peron se deparou com um dilema.

Cover de Raul Seixas desde 2007, o multiartista percebeu que precisava produzir algo próprio. Procurou então um colega de escola e escreveram uma HQ que, por sinal, teve o primeiro exemplar entregue para Cortella. A história em quadrinhos gira em torno da personagem que, além de cover de Raul, é um agente secreto e precisa desvendar quem roubou

“Os Ovos da Arara Dourada” (título da obra).

Além da HQ, o multiartista produziu um CD cantando Marchinhas de Carnaval, estilo que se dedica desde quando iniciou seus trabalhos com música; e isso já tem um tempo, pois, com 8 anos começou seus estudos de violão.

Produziu também um espetáculo intitulado “Show dos Talentos” onde interpreta vários personagens, dentre eles Cauby Peixoto, Waldik Soriano e Tetê Espíndola, os quais ganharam destaque em programas de TV.

E então chegou a pandemia e Peron precisou se reinventar.

Após receber um frustrado convite para atuar num filme, o multiartista percebeu que era hora de arregaçar as mangas e escrever seu próprio filme. E assim aconteceu e, em dois dias, tinha um roteiro finalizado em mãos. Entrou em contato com sua assessora Márcia Araújo do Giro das Estrelas e convidou dois artistas renomados para participar da trama: Paulo Pioli (personagem “Êta Fuminho Bão” da Praça é Nossa do SBT) aceitou o convite para interpretar um prefeito e Deo Garcez que acaba de fazer o médico Dr. Emir em Salve-se Quem Puder (Globo),e que interpreta o delegado. O filme “O Lobisomem de Pedra de Fogo”, que conta com a direção de Vinícius Vellys e J. Peron, está sendo rodado na cidade de Monte Alegre do Sul/SP com uma equipe de profissionais do interior paulista, seguindo todos os protocolos referentes à Covid-19.

Peron prevê que o lançamento aconteça em novembro e disse que não para por aí:

“A intenção é escrever mais roteiros e produzir, afinal temos que nos reinventar sempre; e quando temos uma equipe que sonha conosco as coisas ficam mais fáceis”.

Enquanto aguardava a liberação dos horários para finalizar as filmagens do Lobisomem, Peron produziu dois documentários:  Paixão Nacional – O Futebol no Interior que conta a história de seu conterrâneo Oswaldo Cunha (jogador que ganhou destaque nos times do Guarani, São Paulo, Corinthians e Seleção Brasileira) e Fotografia –  A Magia do Clic  onde entrevista fotógrafos da Região Metropolitana de Campinas e Circuito das Águas Paulista que revelam fatos interessantes sobre o inventor independente da fotografia no Brasil Hércules Florence.

Sobre o Filme:

O LOBISOMEM DE PEDRA DE FOGO

A história se passa numa cidadezinha do interior chamada Pedra de Fogo.

Reza a lenda que nas noites de lua cheia um lobisomem aparece comendo as galinhas de Dona Inácia (Baiana).

O Delegado Brandão (Deo Garcez), casado com a beata Augusta (Rita Nascimento), é o responsável pelas investigações que sempre dão em nada. Ingrid (Paula Palmieri), a filha do casal, é apaixonada desde criança por Alberto (Pedro Ribeiro) que está de regresso para a cidade.

O atrapalhado prefeito Junqueira (Paulo Pioli) está muito interessado em construir uma represa na cidade, coisa que deixa sua esposa Constância (Arminda Riolo) feliz, pois isso inundaria a casa da Rebeca (Ana L. Garritano), a Bruxa que mora nos arredores da cidade e mãe de Alberto.

Tião Gregório (J. Peron) é um filósofo desiludido que bebe uma bebida misteriosa e espera o último dia de lua cheia do ano escolhido para ver a profecia se cumprir e a cidade se libertar da maldição do lobisomem.

Na trama ainda participam o Soldado Souza (Ciro Pires), Crysbel (Natasha Audrey), o pipoqueiro (Leonardo C. de Campos), Padre Aurélio (Junior Gritti), os atendentes da Rodoviária (Francesco Lolli e Lu Stopa) e, interpretando Augusta e Brandão quando jovens, os atores e Hata Glau e Raoni Xavier.

Siga no instagram

@jpzoncine

@jota.peron

– Produtor Executivo –

João Paulo Zonzini

– Direção –

Vinícius Vellys e J. Peron

– Câmera / Assistente de Direção –

Carlos Barbieri

– Fotografia / Artes –

Luis Panigassi

– Assistente de Artes –

Juliana Pavesi

– Figurinos / Produção de Elenco –

Alexandre Cruz

– Making Of / Câmera 2 –

Breno Bradley

– Foto Still / Câmera 3 –

Reginaldo Leme

– Imagens Aéreas / Câmera 4 –

Rafael Estevam

– Maquiagem / Concepção Visual –

Kelly Macedo

– Sonorização –

Thiago Furlan

Vinícius Siste Machado

– Assessoria Artística –

Márcia Araújo

– Jurídico –

Alcides Gritti Jr.

– TI / Revisão de Roteiro –

Yuri Silva

– Apoio Técnico –

André Siqueira

Arminda Riolo

Isabela Gama

Soeli Peron

Tadeu Zonzini

Veja também:

https://observatoriodatv.uol.com.br/colunas/anddreh-ponttez/homem-com-a-voz-de-xuxa-revela-que-ligou-a-cobrar-para-a-apresentadora

Siga o Coluna da TV nas redes sociais:

Facebook:https://www.facebook.com/ColunaDaTV/

Instagram:http://instagram.com/colunadatv

Veja também:

Deo Garcez e Soraia Arnoni homenageiam Luiz Gama no teatro

 

Anddreh Ponttez

Anddreh Ponttez é ator, jornalista por vocação, escreve sobre famosos e televisão desde 2011.Escreveu para diversos veículos de comunicação e hoje comanda o site Coluna da TV.Em 2017 estreou como colunista de TV e famosos dos programas A Tarde é Show e do Programa Lucimara Parisi, na Rede Brasil.

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: