Entrevistas

Insegurança alimentar no Brasil é tema do Aparecida Debate

O Aparecida Debate desta terça-feira (24/5), às 22h, fala sobre uma dura realidade que atinge mais da metade dos brasileiros: a insegurança alimentar. Mediado pelo jornalista Eduardo Miranda, o programa da TV Aparecida recebe dois convidados para a discussão sobre o tema.  

A produção destaca a pesquisa de 2021, realizada pela Rede Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional), que apontou 116 milhões de pessoas no país em situação de insegurança alimentar e 19 milhões passando fome.  

 Nesse contexto, uma das conclusões do “Aparecida Debate” desta semana é a de que o cenário atual da insuficiência de alimentos na mesa dos brasileiros é resultado de uma combinação que os especialistas chamam de “explosiva”. Uma das causas é a inflação no preço dos alimentos, com alta de 43% entre 2018 e 2021, e o aumento do desemprego. Situação que foi agravada pelos reflexos da pandemia do Coronavírus no Brasil. 

Para debater o assunto, o programa convidou Daniel Balaban, representante no Brasil do Programa Mundial de Alimentos e diretor do Centro de Excelência contra a Fome.  Ele também é economista, mestre em relações internacionais e especialista em políticas públicas, cooperação internacional, mobilização de governos e iniciativas inovadoras. Ele ainda foi assessor especial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República e presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.   

Outro convidado para a roda de discussão é Dom Francisco de Lima Soares, bispo da Diocese de Carolina, no Estado do Maranhão. É coordenador do grupo de análise de conjuntura da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), graduado em Ciências Sociais e Econômicas, em Filosofia, com mestrado em Sociologia e doutorando em Ciências da Educação.  

“Aparecida Debate”, terça-feira, às 22h 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: